© 2018 Mulheres Cannabicas

August 7, 2019

February 22, 2019

February 5, 2019

Please reload

Posts Recentes

Expocannabis 2018, quem vamos?

November 24, 2018

Tivemos a oportunidade de conversar com Mercedes Ponce de León, essa mocinha incrível, responsável por organizar a #expocannabis no Uruguai e , assim, articular diferentes setores da sociedade, como as organizações sociais, o Estado, a academia, a indústria, o mercado.

 

Nossa conversa completa está no youtube, para quem se interessar! Conversamos um pouco sobre o significado da cannabis para ela em um nível pessoal e como se desenvolveu essa relação pautada na cannabis como Planta Professora.

 

Pensamos sobre como o proibicionismo está embasado em falta de informação e a importância de garantir o acesso à informação como caminho de liberdade para o indivíduo, inclusive quando pensamos nos cuidados necessários ao usuário, cuidados esses que não podemos dispensar ao trabalhar com tal planta. Seu ativismo surge justamente pela tentativa de articular diferentes setores da sociedade e criar possibilidades para o diálogo e para a divulgação de informação. Assim surge UruguaySiembra e a Expocannabis. Ela comentou sobre alguns aspectos importantes da feira no Uruguai e sobre seu o impacto, após 5 anos de realização do evento.

 

Mercedes é um exemplo de como as mulheres podem não apenas assumir posições de poder e chefia dentro do ramo cannábico, mas, ao se envolverem e incluírem sua perspectiva no trabalho, usufruir desses espaços ocupados para criar relações, projetos e iniciativas que busquem romper os padrões já estabelecidos, incluindo os aspectos do patriarcado que ainda estão tão presentes na indústria da cannabis.

 

Assim como para nós, Mercedes destacou a importância das viagens para sua formação, já que teve a oportunidade de conhecer a cannabis em diferentes contextos como Marrocos, Holanda, Espanha, Senegal, Colômbia e Estados Unidos. Destacou também como foi importante para ela sair, viajar, conhecer e voltar, para traduzir esses aprendizados para o contexto uruguaio e impulsionar seu próprio país em direção a essas transformações que considerou positivas. Talvez essa seja uma das principais contribuições da experiência uruguaia para seus vizinhos latinos: a vontade de ser inédito, construir algo novo, a necessidade de criar uma legalização adaptada às especificidades de cada contexto, mas, sobretudo, a audácia e coragem de levar pra frente esses projetos com a união de diferentes setores da sociedade.

 

Esses exemplos são inspiradores e nos motivam a seguir lutando e construindo uma política de drogas em que realmente acreditamos, por isso, as Mulheres Cannábicas resolveram ir à #expocannabis para ver como anda a participação feminina no mercado canábico no Uruguai e, também, no mundo, uma vez que diferentes marcas e empresas de distintos lugares participam da feira.

 

 

Então, nos dias 7,8 e 9 de dezembro, estaremos no LATU das 13h às 21h, para participar da Expocannabis cujo tema é “Uruguai: semente da grande mudança mundial”. Vale destacar que no evento vai rolar Orientação em Cannabis Medicinal e os interessados poderão obter uma consulta particular ou em grupo com um médico profissional especializado em cannabis. Além disso, tem

plantinhas de maconía na feira s2s2 e várias conferências nacionais e internacionais.Tem um amplo espaço aberto e shows ao vivo.

 

Quem vai cobrir o evento vai ser a maravilhosa Kami! Ela vai sair de Brasília e cruzar a fronteira terrestre entre o país e o Uruguai. Vam ver que peripécias a mocinha apronta pelo caminho e quais belas flores ela poderá compartilhar com a gente!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga